22 de abril de 2014

Dias Perfeitos por Raphael Montes

Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras
ISBN: 9788535924015
Ano: 2014
Páginas: 280
Classificação: 
Téo é um solitário estudante de medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e examinar cadáveres nas aulas de anatomia. Durante uma festa, ele conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema. Ela está escrevendo um road movie sobre três amigas que viajam em busca de novas experiências. Obcecado por Clarice, Téo quer dissecar a rebeldia daquela menina. Começa, então, uma aproximação doentia que o leva a tomar uma atitude extrema. Passando por cenários oníricos, que incluem um chalé em Teresópolis e uma praia deserta em Ilha Grande, o casal estabelece uma rotina insólita, repleta de tortura psicológica e sordidez. O efeito é perturbador. Téo fala com calma, planeja os atos com frieza e justifica suas atitudes com uma lógica impecável. A capacidade do autor de explorar uma psique doentia é impressionante – e o mergulho psicológico não impede que o livro siga um ritmo eletrizante, repleto de surpresas, digno dos melhores thrillers da atualidade. Dias perfeitos é uma história de amor, sequestro e obsessão. Capaz de manter os personagens em tensão permanente e pródigo em diálogos afiados, Raphael Montes reafirma sua vocação para o suspense e se consolida como um grande talento da nova literatura nacional.

Antes de começar esta resenha, preciso que vocês entendam o que é um sociopata.

As características dos sociopatas englobam, principalmente, o desprezo pelas obrigações sociais e a falta de consideração com os sentimentos dos outros. Eles possuem um egocentrismo exageradamente patológico, emoções superficiais, teatrais e falsas, pobre ou nenhum controle da impulsividade, baixa tolerância para frustração, baixo limiar para descarga de agressão, irresponsabilidade, falta de empatia com outros seres humanos, ausência de sentimentos de remorso e de culpa em relação ao seu comportamento. Essas pessoas geralmente são cínicas, incapazes de manter uma relação leal e duradoura, manipuladoras, e incapazes de amar. Não obstante eles são artistas na capacidade de disfarçar de forma inteligente suas características de personalidade. Na vida social, o sociopata costuma ter um charme convincente e simpático para as outras pessoas e, não raramente, ele tem uma inteligência normal ou acima da média. 

Pois bem... depois dessa breve explicação podemos começar a resenha. 
Téo é um estudante de medicina que despreza tudo e todos à volta dele. Sua única amiga (se é que podemos chamar de amiga) é Gertrudes, um cadáver do laboratório de anatomia que ele frequenta. 
Até pela mãe, que esta presa em uma cadeira de rodas, ele sente desprezo; mas, é claro, que Téo disfarça muito bem seus sentimentos pela sociedade.
Um dia, em um evento social, que ele não fazia a mínima questão de estar presente, ele conhece Clarice, uma menina alegre, com um espírito livre, desbocada... ou seja, completamente o oposto dele. Ela, inocentemente, dá um selinho em Téo ao se despedir. Ah! Se ela soubesse que esse selinho iria transformar a vida dela para sempre... 

Téo, que até então era indiferente a qualquer ser vivo, descobre que Clarice é a mulher da vida dele e passa a persegui-la. Porém, quando ela confronta Téo sobre o por que dele estar seguindo ela; que isso é doentio, e que ela deveria chamar a polícia, Téo se descontrola e bate em Clarice. Ela cai no chão inconsciente, e aí começa o inferno...


Téo sequestra Clarice. Mas não é um sequestro do tipo que você liga pra casa da família e pede resgate. Ou não fala nada e deixa todo mundo desesperado. Nãooooooo! Ele aproveita que Clarice estava planejando viajar, conta uma mentira pra mãe dele, dizendo que Clarice e ele eram namorados e que ela tinha convidado ele para viajar junto e pronto. Todos acham que eles estão curtindo a vida à dois, como um romântico casal, quando na verdade, ele esta mantendo Clarice em cativeiro. 

Por que ele mantém Clarice em cativeiro? Eu conto pra vocês... para mostrar pra ela que eles foram feitos um para outro. Para que ela se apaixone por ele, como ele se apaixonou por ela. Pois é... bizarro...

Quando eu comecei a ler este livro não estava nem perto de imaginar o que Raphael Montes estava preparando. 

Conforme a história se desenvolve, vemos Téo piorar no seu delírio e contar várias mentiras, armar várias estratégias para manter Clarice presa e suas famílias imaginando que tudo esta bem. 
Tiveram momentos em que eu parei... respirei fundo... e disse: 
"Ele não vai fazer o que eu estou pensando, vai? 
Ai. Meu. Deus. Ele vai fazer!
Ele é louco!!!!
Não... seria uma ofensa aos loucos comparar Téo a eles."

Preciso dizer mais alguma coisa sobre o Téo? Vocês têm alguma dúvida que ele vai prender a sua atenção? 
Mas preparem-se para o final. 

Eu não conhecia este autor, mas preciso dizer que eu admiro a coragem dele. Tem que ter muita... mas muita coragem de escrever um final como o que ele escreveu neste livro. 

Quando eu comecei a perceber aonde o autor estava me levando, e quando tive a confirmação na última página, eu só pensei: WTF!!!!

Téo não terá limites para ter o seu sonho realizado; e você, caro leitor, esta convidado para uma viagem pela mente de um sociopata da melhor espécie, no estilo de Hannibal (sem o canibalismo... mas tem uma Clarice! Coincidência?) e Dexter (aquele da série da Fox). O mais surpreendente dessa história toda, é que apesar dele ser estudante de medicina, em momento algum ele se define como um sociopata. Isso, sou eu que estou dizendo, baseada naquela explicação que coloquei lá no início da resenha. 


O livro começou meio morno, mas depois que Téo sequestra Clarice o negócio fica muito mais interessante! E a reviravolta do meio para o final é muito boa! Estou impressionada com esse livro e com o autor. 

Pelo que pesquisei, este é o segundo livro dele, sendo o primeiro publicado pela Companhia das Letras. A diagramação esta ótima, com letras no tamanho certo para a leitura e o tamanho do livro é perfeito pra você enfiar dentro da bolsa e ler no caminho para o trabalho ou da escola. Só não vai passar do ponto!!! Rsrs...

Se você gosta de um terror psicológico de primeiríssima qualidade, que irá lhe surpreender e te prender... Eis o seu livro! 
Se você quiser saber mais sobre o primeiro livro do autor, clique aqui

15 comentários

  1. Oi, Natália
    Adorei a sua resenha. Fiquei toda arrepiada.Este livro deve mexer com a gente. Quero muito ler, vou colocar na minha lista de leitura.

    ResponderExcluir
  2. Oi Natália
    Que resenha!! Fiquei tensa só de ler.
    Gosto do gênero, não conhecia esse autor e claro que já vai pra minha lista.

    ResponderExcluir
  3. Uau, adorei resenha, desde de que vi o livro já quis lê-lo, mas já vi uma resenha negativa sobre o livro então fiquei meio desconfiada, mas pelo o que vc disse o livro é muito bom, então preciso ler (shuhesahua .

    ResponderExcluir
  4. Esse é o tipo de leitura que eu sou bastante fã.
    Gostei muito da resenha e já faz parte dos livros que pretendo ler.

    ResponderExcluir
  5. Oi Natália, adoro este tipo de livro, e já me vejo roendo as unhas durante a leitura.
    Bjs< Rose.

    ResponderExcluir
  6. Uau! Nossa, esse livro parece ser muuuuito bom.
    Assim, confesso que nunca li algo do tipo, mas gostaria muito de ler.
    O autor parece trabalhar muito bem o psicológico da personagem e isso é interessante. Gosto quando os autores focam na personalidade das personagens.
    Adorei a resenha e vou adicionar o livro para futuras compras.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Já li resenhas sobre esse livro e comentários também. Comentários ruins. Na verdade, eu achei o livro bacana. Eu leria com certeza. Achei a capa linda, e a história me cativou.
    bj, dréa

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro, parece legal, mas não me deu uma vontade de ler, Não é aquela coisa de "Eu preciso desse livro" , só parece legal e se eu tiver a oportunidade de ler vou ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Adorei a resenha, me fez ter muita vontade de ler o livro. Só acho que no momento não é muito adequado para mim, preciso estar mais preparada, então vou esperar um pouco para adquiri-lo, mas com certeza quero lê-lo um dia. =D

    ResponderExcluir
  10. Imagino que esse livro seja realmente muito bom, cheio de reviravoltas, não conhecia o autor, mas ando gostando de muitos autores nacionais, é sempre bom conhecer mais um. Fiquei com muita vontade de ler o livro, e já está na minha lista de desejados.
    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
  11. Preciso desse livro pra ontem!!!
    Nunca li nada que tivesse um antagonista como protagonista. Antagonista? Bom, sim. Ele é o vilão da estória, certo?
    Enfim, o enredo é bem instigante e pra quem, assim como eu, adora estória doentias vai pirar! Fiquei louca pra ler o livro e conferir o enredo.

    ResponderExcluir
  12. Esse livro parece ser mesmo ótimo! Nunca li nada parecido com este enredo e deve ser muito interessante acompanhar a estória deste sociopata. Fiquei curiosa, parece ser um livro com muita tensão e suspense, vou colocá-lo na minha lista!
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Todos os livros que envolvem sociopata me chamam a atenção...rs
    Esse livro não foi diferente, curti a resenha...já to colocando ele nos desejados pra poder acompanhar essa história.

    ResponderExcluir
  14. Oi adorei.. muito obrigado, amei a maneira que vc usou para descrever essa resenha...me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda
    www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir
  15. Realmente, o livro é MUITO bom! Gostei bastante.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o blog! Pois graças a ele, sabemos o que vem achando dos nossos posts. Se chegou até aqui para comentar, já agradecemos o seu carinho! Ah... E volte sempre! ♥