21 de dezembro de 2017

Livros que vão virar filme em 2018

2018 vai vir com tudo quando o assunto é adaptação dos livros para o mundo cinematográfico. Então, se você ainda não leu algum desses livros, corre que ainda dá tempo! Afinal, nada mais gostoso do que ler um livro e logo em seguida assistir a sua adaptação, não é?

Todo dia 

Neste romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.






2 de dezembro de 2017

Gelo Negro por Becca Fitzpatrick

Autora: Becca Fitzpatrick
Editora: Intínseca
Ano: 2015
ISBN: 9788580577228
Páginas: 302
Classificação:  
Britt Pfeiffer passou meses se preparando para uma trilha na Cordilheira Teton com a melhor amiga, mas não estava pronta para enfrentar a violenta nevasca que as pegou de surpresa no caminho. Ao procurar abrigo em uma cabana isolada, elas conhecem dois homens atraentes dispostos a ajudá-las. Pelo menos é isso o que as duas acham. Criminosos foragidos, eles as fazem reféns. Para se salvar, Britt vai ter que ajudá-los a fugir em segurança, apesar do frio e da neve. Mas, durante a arriscada jornada em meio a natureza selvagem, o que de início é ameaça pode se tornar a salvação.

Como acho que a sinopse fala o suficiente sobre a história sem revelar demais, já vou começar com o que achei do livro.

Eu sou uma grande fã da Becca desde a série Hush Hush (que está toda resenhada aqui no blog), e quando soube do lançamento deste livro fiquei enlouquecida para lê-lo o quanto antes. Claro que acabei demorando muito mais tempo do que eu pretendia para iniciar a leitura (como sempre por conta da enorme quantidade de livros que ainda tenho para ler), mas enfim consegui.

Pois bem, num geral, posso dizer que para mim, foi uma grande decepção mesmo com a nota de três estrelas, ou seja, bom. Talvez a culpa tenha sido minha por ter ido com muita cede ao pote e com a expectativa altíssima já que Hush Hush não decepcionou em nenhum momento, mas posso dizer que dei de cara no chão com Gelo Negro.

30 de outubro de 2017

PROVENCE POR BRIDGET ASHER

Autor(a): Bridget Asher
ISBN: 9788581637600
Editora: Novo Conceito
Ano: 2017
Número de Páginas: 368
Classificação:       
“Eis uma forma de colocar a questão: a perda é uma história de amor contada de trás para frente... Toda boa história de amor guarda outra história de amor escondida dentro dela.”A vida de Heidi com o fi lho tornou-se um jogo para manter viva a memória de Henry, bom pai e marido exemplar. Manter uma vida normal em um mundo em que Henry não existe mais está cada dia mais difícil. Heidi precisa lidar com o fi lho que se tornou um verdadeiro maníaco por limpeza e com a sobrinha Charlotte, uma adolescente problemática.Uma casa em Provence, na França, que pertence à família de Heidi há gerações, é rica em histórias de amor e surpreendentes coincidências. Heidi e sua irmã mais velha, Elysius, passavam os verões lá quando crianças, junto com a mãe. A casa, as lembranças e os segredos de Provence haviam fi cado para trás, mas agora, com o incêndio que atingiu a propriedade, a casa precisa ser salva por Heidi. Ou será que é Heidi quem precisa ser salva pela casa? Uma história de recomeço, amor e esperança perante a perda, em que uma pequena casa na zona rural do sul da França parece ser a responsável por curar corações partidos há anos.

Esse livro literalmente foi julgado pela capa (embora mamãe tenha me ensinado que isso é muito feio de se fazer) e acreditem, eu não estava errada: ele é lindo! Ficou curioso? Vem que eu te conto.

30 de agosto de 2017

O dia que conheci a Eslovênia...

E estou de volta para mais um post sobre a minha última eurotrip, e agora é a vez do lugar que é puro amor: Bled na Eslovênia.
Vista do alto do lago Bled

19 de agosto de 2017

Minha Viagem para Ibiza no Verão...

Como prometido, volto para dividir com vocês a eurotrip que fiz neste último mês de julho... Verão europeu.

Este foi o quarto ano seguido que viajei para a Europa, pois por mais que eu sempre prometa a mim mesma a cada ano que viajarei para um lugar que não seja a Europa, alguma força maior do universo me puxa de volta para lá. Juro que é algo muito mais forte do que eu rs, afinal, minha paixão por lá e minha vontade de conhecer os países que ainda não conheço sempre me deixam louca para voltar de novo e assim sempre volto.

Eu ainda não havia conseguido viajar para lá no verão. Tinha ido duas vezes no inverno e mais duas na primavera e sempre quis ir na alta temporada por ouvir falar que o verão europeu era uma das melhores coisas que se poderia viver na vida e digo uma coisa: é de fato uma das melhores coisas (se não a melhor de todas) que você viverá na sua vida. Muita gente linda, animada, querendo festa, praia, azaração... Como não ser o melhor verão? Pois bem... Então vamos ao post do lugar que mais marcou a minha viagem: Ibiza!

Praia de Cala Comte