22 de agosto de 2014

Academia Disney por Doug Lipp

Autor: Doug Lipp
Editora: Editora Saraiva
ISBN: 9788502223479
Ano: 2014
Páginas: 208
Classificação: 
Quando o assunto permite, damos vazão a todas as sátiras e brincadeiras que temos ao nosso alcance. A diversão não é inimiga do aprendizado." Walt Disney. Como uma das marcas mais famosas e populares em todo o mundo, a Disney criou nossa concepção de fantasia, com personagens que passamos a amar, mas isso aconteceu não apenas pelas belas histórias. Há um eficiente trabalho de construção de imagem, equipes motivadas, pessoas que trabalham em todos os setores da empresa como se fossem donas do negócio.Isso é o que se pode encontrar nos parques temáticos, cruzeiros e resorts: a experiência do sonho transformada em realidade, e que hoje não estão apenas nos Estados Unidos, mas se expandiu para a Europa, China e Japão. Trata-se de uma imagem forte, simples de perceber, mas incrivelmente inovadora. Como eles conseguem fazer cada pessoa da equipe tratar do seu departamento, clientes, material de trabalho como se fossem as proprietárias? Como criar uma visão de qualidade superior a de qualquer outro negócio, capaz de produzir efeitos altamente positivos em toda a empresa? É isto o que faz a Disney University, e Doug Lipp traduziu esses ensinamentos num curso prático em forma de livro trazendo as grandes lições que fazem escola em todo o mundo com os seus mais elevados índices de satisfação, desde a equipe até os consumidores. 

Quando esse livro chegou as minhas mãos, eu tinha a impressão de que descobriria todos os segredos por trás da fabulosa fábrica de sonhos... Do lugar mais feliz do planeta, mas não encontrei nenhuma grande fórmula mágica para explicar por quê a Disney consegue manter a magia depois de tantos anos.

O que vemos nesse livro é o relato de várias situações que aconteceram ao longo da história da Disney, onde o autor apresenta a forma como a Disney conseguiu superar alguns obstáculos. Eis o primeiro problema desse livro.
Imaginem a Branca de Neve. No parque, ela é interpretada por uma pessoa, assim como eu e você. Logo, ela passa por problemas pessoais, assim como eu e você. Como a Disney consegue que a Branca de Neve nunca tenha um dia ruim?

Bem... ai começa o problema. Eles informam aos funcionários que eles estão ali para transformar a Disney no lugar mais feliz da Terra e que eles vendem felicidade, logo, é como se eles dissessem que não importa a sua vida por trás dos palcos. Quando você for a Branca de Neve, ponha um sorriso no rosto e vá em frente.
Ok. Todo mundo sabe que não podemos deixar nossos problemas pessoais interferirem no trabalho, mas isso é meio falso, não? É claro que eles não falam com essas palavras, mas a ideia básica é que os funcionários devem ser cordiais o tempo todo, que um bom ambiente de trabalho começa com o relacionamento que você mantém com seus colegas, e blá blá blá...

Vocês acham que os funcionários sentem-se felizes trabalhando no lugar mais feliz do mundo tendo que fingir que tudo esta bem? Que tem milhares de contas pra pagar no fim do mês e o saldo do banco tá negativo? Ou que já esta na mesma função há anos e não tem expectativa de crescer?
Quais as formas que a empresa encontrou para mostrar pra esse funcionário que ele é realmente importante para a empresa? Treinamento? Mostrando que a cordialidade entre os colegas de trabalho atrás dos palcos deve ser espelhada na cordialidade com os visitantes do parque?

Tudo isso é lindo, mas... o que o funcionário quer mesmo é ser reconhecido. Esse é o problema, quando eles vão explicar o que fizeram para que os funcionários se sentissem motivados, eles param a história, simplesmente dizendo que os funcionários passaram por um programa de treinamento desenvolvido pela Universidade Disney com esse propósito! Tá... mas o que tinha nesse treinamento?

Em outras partes do livro eles se aprofundam, como na seguinte história contada:
Imagine esta situação: você tem uma loja que vende produtos da Disney. E quando você entra na loja como um consumidor qualquer, percebe que os funcionários não estão atentos as necessidades dos clientes. Um esta batendo papo com outro funcionário. Quando você vai pagar o produto no caixa, a atendente esta com a cara fechada e simplesmente faz o serviço dela de forma mecânica, sem lhe dar um sorriso.
Qual a solução que a Disney emprega para resolver isso?

Coloca os funcionários para irem as lojas em volta deles e ver o que os outros funcionários estão fazendo de errado e ver o que os funcionários dos locais que eles se sentiram confortáveis e bem atendidos estavam fazendo que eles não estavam. Isso é um bom exemplo de como um livro consegue mostrar como ajudar uma empresa que tem funcionários desmotivados.

Percebem como a narração é inconstante? Porque revelar o método que usou para conseguir alcançar o objetivo em uma situação e em outra se limitar a dizer que eles fizeram um treinamento na Universidade Disney?!

Na minha opinião, esse livro é uma fonte bem interessante sobre a vida da empresa Disney e seu criador. Na verdade, as melhores passagens do livro são sempre a visão que Disney (o criador) tinha de como as coisas deveriam ser no parque, como por exemplo, o fato de que ele ficava se abaixando na vitrine das lojas para ter certeza que uma criança conseguiria ver a vitrine e o interior da loja.
O que isso nos ensina? Ponha-se sempre no lugar de seu cliente!

Pra mim, os melhores ensinamentos vieram dessas pequenas histórias envolvendo a forma como Walt Disney pensou no seu parque, e não na forma como a Academia Disney solucionava os problemas que apareciam ao longo dos anos.

No final dessa leitura eu tive duas certezas:
Primeiro que Walt Disney era um cara muito meticuloso e muito determinado em transformar o sonho dele em realidade e trazer a magia para a vida das pessoas enquanto elas estivem em seu parque. O cara foi realmente um gênio.
Segundo, que eu preciso ir para a Disney um dia para ver essa grande obra de Walt funcionando. Porque você fica lendo sobre as coisas do parque, as atrações e tudo mais e acaba ficando com uma vontade louca de conhecer tudo aquilo que eles estão falando!

Sinceramente, acho que se você é um comerciante, pode tirar bons ensinamentos de Walt, como o da loja que eu citei acima. Mas não consigo ver como aplicar as premissas da Disney University em uma empresa que não seja um comércio...
Pode ser uma limitação de visão minha... leiam e vejam o que acham.
Eu não vi nada demais nesse livro... Nada que já não tivesse sido falado milhares de vezes em milhões de livros de consultoria e autoajuda.


14 comentários

  1. Esse livro passa muito longe do estilo de leitura que gosto!

    Não leria de jeito nenhum! :-\

    ResponderExcluir
  2. Oi Natália,
    Não gostei do livro, talvez se eu fosse empresária, mas duvido muito porque esse tom de auto ajuda me deixa completamente desanimada com a leitura.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  3. Natália!
    Concordo que o Walt Disney foi um visionário no seu tempo e a ideia da Disney foi uma das maiores sacadas empresariais do século passado, agora também vejo que nada pode ser tão perfeito como o livro quis passar. É tão verdade que agora mesmo acompanhamos pelos noticiários vários dos funcionários de lá sendo presos por pedofilia, portanto para mim, essa tal Universidade não tem muito fundamento.
    Nem tenho vontade de ler esse livro.
    cheirinhos
    Rudy
    Blog Alegria de Viver e Amar o que é Bom!

    ResponderExcluir
  4. Oie...
    Não tinha a mínima noção de que existia esse livro!!
    De cara também pensei que o livro falaria dos segredos dessa fábrica de sonhos!!
    Lendo a resenha, vi que o livro traz como eles conseguem transpassar alguns dos obstáculos que aparecem, como o exemplo que vc deu da Branca de Neve e que realmente eles tem o intuito de vender felicidade a qualquer preço!!

    ResponderExcluir
  5. Quando li a capa do livro imaginei mil e uma utilidades para ele, mas ao ler a resenha perdi todo o interesse, se realmente os pontos positivos são as passagens envolvendo Walt Disney, é melhor se aventurar em outros livros biográficos do famoso criador do universo Disney, um exemplo é o livro Walt Disney: O Triunfo da Imaginação Americana.
    Walt foi e, é o maior empresário de todos. Uma frase dita por ele, é usada na maioria dos workshops sobre administração: "Eu Gosto do Impossível, porque lá a concorrência é menor!" É visível a aplicação dessa frase em todos os trabalhos do velho Walt, ele fez do impossível, possível.

    ResponderExcluir
  6. Pelo que vi não vou gostar dele nem um pouco!

    ResponderExcluir
  7. Oi Natália
    Quando vi o post jurava que era um livro de historinha e tal, não curti ser de autoajuda. Talvez se eu trabalhasse numa loja ou fosse empresária o livro me chamasse mais a atenção.

    ResponderExcluir
  8. Confesso que nunca pensei na Disney como uma empresa. Então, posso dizer que esse livro me chamou a atenção justamente por isso (apesar de estar longe do tipo de livro que gosto de ler). Pena que tiveram esses "furos". Mesmo assim, acho que deve ser interessante, principalmente para quem é da área de Administração/Gestão de pessoas.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  9. Naty, eu adoro passar aqui e ver que você le todos os tipos de livros. Bom, eu não acho que na Disney, todos estejam sempre motivados. É facil escrever livro e falar que tudo é maravilhoso. Só que todo mundo QUER trabalhar na Disney, então ,se um ta desmotivado, logo outro pega o lugar.

    ResponderExcluir
  10. Confesso que o livro não chamou minha atenção, por mais que eu ame tudo ligado a Disney, não me interessei pelo livro .

    ResponderExcluir
  11. Editora Saraiva esta bom livro bacana acheii muiiito diferente do que
    eu esperava !! Sinceramente achei que seria bem o que pensava !!
    Adorei enfim !

    ResponderExcluir
  12. Acredito que a relação do trabalho acaba afetando em algumas áreas e viver na perfeição da Branca de Neve, por exemplo, é uma utopia sem fim.
    Não sei se leria o livro exatamente por isso, mas para quem curte, acredito que iria gostar.

    M&N | Desbrava(dores) de livros

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o blog! Pois graças a ele, sabemos o que vem achando dos nossos posts. Se chegou até aqui para comentar, já agradecemos o seu carinho! Ah... E volte sempre! ♥