23 de setembro de 2012

Entrevista com Gabrielle Venâncio

Olá leitores! 
A nossa autora entrevistada da vez é Gabrielle Venâncio! E como não poderia ser diferente, nossos leitores tiveram a oportunidade de fazer perguntas à escritora. 
Vamos conferir as respostas? 

Entrevista com Gabrielle Venâncio


Perdidas: Segundo uma entrevista que eu li, você descobriu sua vocação pra literatura  quando a sua professora pediu que você escrevesse uma redação de uma página e você acabou produzindo vinte, correto? Sobre o que era essa redação? 

Gabrielle: A redação deveria ser baseada sobre um corte de jornal ou revista que escolhêssemos. Escolhi um recorte qualquer e minha mente viajou. Foi assim que descobri meu dom para a fantasia e, posteriormente, para o sobrenatural.


Perdidas: Sua obra tem inspiração nos desenhos japoneses que fizeram sucesso no Brasil na década de 90. Qual era, ou ainda é, o seu favorito? 
Gabrielle: Confesso que até hoje o meu grande favorito é Sailor Moon e Shurato, embora eu tenha me tornado grande fã dos “atuais” como Bleach e One Piece.

Perdidas: Podemos esperar em breve uma continuação de Angellore? E de "Os sete medalhões"? 
Gabrielle: Sim! Atualmente estou trabalhando no segundo volume de Angellore, que vem se mostrando um dos meus pontos altos como escritora de literatura sobrenatural. Quanto a Sete Medalhões, acredito que ele se encerrará com apenas um volume. Eu o escrevi há muito tempo, numa época diferente e ele acabou assumindo uma essência que eu não poderia recuperar hoje em dia. Um segundo volume ficaria muito diferente dos padrões do primeiro, então prefiro fechar a obra em apenas um volume. 

Khrys Anjos: Qual foi sua inspiração para escrever "Angellore"? Algum filme ou escritor em particular?
Gabrielle: Minhas principais fontes de inspiração para escrever Angellore foram os livros “A Crônica da Casa Assassinada”, do Lúcio Cardoso, e o livro “Sussurro”, da Becca Fitzpatrick (que eu confesso ser o melhor livro que eu já li na vida), e o anime Bleach.

Gladys Freitas: O que lhe dá mais prazer: escrever ou desenhar?
Gabrielle: Adorei a pergunta! Sabe que nunca parei para pensar? Acho que são os dois igualmente, pois um completa o outro. Geralmente desenho com o intuito principal de ilustrar alguma das minhas obras, ou quando estou inspirada para um projeto novo. 

Amanda: Ser escritor é um tanto quanto uma carreira desafiadora, nem sempre é tão bem aceito no mercado, qual sua opinião quanto a escritores terem uma segunda profissão?
Gabrielle: Infelizmente, eu concordo com o fato, pois eu pertenço à classe dos escritores que trabalham em outras áreas. Na verdade, não é por opção, mas por necessidade mesmo, mas espero, no futuro, poder me dedicar única e exclusivamente ao mundo da escrita. Mas, respondendo à pergunta inicial, acredito que o mercado editorial, aos poucos está abrindo mais espaço para os autores brasileiros, assim como os próprios leitores, por isso, aqueles que realmente se empenharem, poderão algum dia viver apenas de seus escritos (o que também é um sonho pra mim).

Samira Chasez: Que idade começaste a escrever?? 
Gabrielle: Comecei aos 9 anos.

Alice Aguiar: Como leitora, qual o seu livro favorito?
Gabrielle: Sussurro, da Becca Fitzpatrick.

Camila Fernandes: Quando você escreveu seu primeiro livro, você era bem nova. O que seus pais acharam disso? Te apoiaram ou acharam loucura total?
Gabrielle: No início, eles acharam loucura total. Até eu mandar Angellore pra editora, eles pensaram que era só uma tentativa que talvez não desse certo, mas graças a Deus, o livro teve grande aceitação, e hoje em dia estou muito feliz por ter realizado um grande sonho.

Gostaria muito de agradecer pela atenção de todos os que leram a entrevista e pela oportunidade!!!

14 comentários

  1. Adorei a entrevista, bom eu já cheguei um dia a pensar em escrever alguma coisa, já escrivi alguns contos e tal, dentro da lista de coisas que eu desejo fazer encontra-se lá escrever um livro, e bom isso vai ser + pra frente, com tempo, por isso a minha pergunta .

    Adorei a entrevista..

    ResponderExcluir
  2. A Gabrielle Venâncio é bem simpática!

    Minha perguntinha foi escolhida mais uma vez, que legal, :)

    Bjo.

    ResponderExcluir
  3. nossa adorei as respostas dela *0*

    ResponderExcluir
  4. Que legal gostei da entrevista já ouvi falar do livro mas ainda não li, bacana se inspirar em animes também sou apaixonada por eles, ah bleach é muito bom

    bjos

    ResponderExcluir
  5. Já falei varias vezes com a Gabrielle no Face, ela é mega simpática, mais uma vez obrigada pela entrevista.
    Bjks

    ResponderExcluir
  6. Mais uma excelente entrevista. A Gabrielle demonstra ser uma pessoa hiper bacana.

    Muita Luz e muita Paz para ela!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi..

    Adorei as perguntas e as respostas..

    ResponderExcluir
  8. Que pena que não mandei a minha pergunta.. Adoro essa coluna.

    ResponderExcluir
  9. eu quero é o os olhinhos dela *---*

    ResponderExcluir
  10. nossa, 9 anos, que fofa *-* adorei entrevista! beeijo
    Leticia - umceudeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Quem ainda não leu Angellore, leia! A Gabi tem um talento incrível para o sobrenatural. Estou curiosa pra ver todo esse talento na fantasia.

    ResponderExcluir
  12. Ela já me ganhou quando ela citou "Sailor Moon" e "Shurato". Só faltou "Cavaleiros do Zodíaco". Rsrsrsrs
    Brincadeiras à parte, achei a Alice super simpática e bem centrada. Torço muito pelo sucesso dela.
    Parabéns!!!

    Seguidor: DomDom Almeida
    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  13. Ela tem uma simpatia no sorriso, sei lá, e ela sabe realmente conversar com o outro mundo. rsrss

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o blog! Pois graças a ele, sabemos o que vem achando dos nossos posts. Se chegou até aqui para comentar, já agradecemos o seu carinho! Ah... E volte sempre! ♥