23 de abril de 2017

Caraval por Stephanie Garber

Autor: Stephanie Garber
Editora: Novo Conceito
ISBN9788581638560
Ano: 2017
Páginas: 352
Classificação:  
Scarlett nunca saiu da pequena ilha onde ela e sua irmã, Donatella, vivem com seu cruel e poderoso pai, o Governador Dragna. Desde criança, Scarlett sonha em conhecer o Mestre Lenda do Caraval, e por isso chegou a escrever cartas a ele, mas nunca obtivera resposta.
Agora, já crescida e temerosa do pai, ela está de casamento marcado com um misterioso conde, e certamente não terá mais a chance de encontrar Lenda e sua trupe, mas isso não a impede de escrever uma carta de despedida a ele.
Dessa vez o convite para participar do Caraval finalmente chega à Scarlett. No entanto, aceitá-lo está fora de cogitação, Scarlett não pretende desobedecer ao pai. Sendo assim, Donattela, com a ajuda de um misterioso marinheiro, sequestra e leva Scarlett para o espetáculo. Mas, assim que chegam, Donattela desaparece, e Scarlett precisa encontrá-la o mais rápido possível.
O Caraval é um jogo elaborado, que precisa de toda a astúcia dos participantes. Será que Scarlett saberá jogar? Ela tem apenas cinco dias para encontrar sua irmã e vencer esta jornada.

Faço questão de iniciar essa resenha expressando o que eu falei assim que terminei a leitura: Que livro sensacional é esse, gente?

A palavra "surpresa" vai muito além do que senti ao terminar a leitura de Caraval. Fiquei surpresa, encantada e verdadeiramente admirada com o livro e toda a sua história.

Iniciei a leitura sem saber bem o que esperar, pois por mais que pela sinopse tenhamos uma ideia do que se trata o livro, não sabia mesmo o que encontrar e para a minha alegria, o livro já começa todo cheio de ação. Não temos uma história "lenga lenga" até chegar a parte emocionante. Pelo contrário! O livro já começa bem emocionante.

Logo nas primeiras páginas somos apresentadas às irmãs Scarlett e Donatella que vivem com um pai que não é digno de ser chamado de pai de tão perverso que é com as filhas. Scarlett por ser a mais velha, sempre teve o instinto mais protetor com a irmã, principalmente após a mãe delas ter sumido sem dar qualquer explicação ou notícia, deixando as duas totalmente devastadas e abandonadas a própria sorte na mão do monstro que elas tinham como pai.

Pois bem, como sempre ouviam histórias de sua avó desde pequenas sobre o Caraval e toda a sua magia, sempre sonharam em um dia conhecer o Mestre Lenda do Caraval. O responsável por fazer com que tantas pessoas acreditassem que magia realmente existia. Ano após ano, Scarlett escrevia cartas para ele dizendo o quanto queria conhecê-lo, assim como seu espetáculo, mas nunca recebera uma resposta e nem um convite. Já aceitando o fato de que nunca o conheceria, escreveu uma última carta, informando que iria se casar e que toda a chance que ela tinha de um dia conhecer o Caraval não seria mais possível devido ao seu casamento arranjado que aconteceria dentro de alguns dias e que ela via como sua última esperança de enfim deixar sua vida de castigos cruéis para trás e ter uma vida melhor com o noivo que sequer sabia o nome. Porém, para sua enorme surpresa, Scarlett enfim recebe uma carta de Lenda informando que ficava feliz em saber que iria se casar e como uma forma de presente, ela, sua irmã e seu noivo estavam convidados a participar do Caraval. Mas mesmo com toda a vontade que tinha de enfim conhecê-lo, não conseguiu se alegrar uma vez que para ela, sair da ilha escondida de seu pai para ir ao Caraval estava fora de cogitação, pois não seria possível ir e voltar a tempo para o casamento e isso tudo sem que seu pai descobrisse, já que nunca permitiria que saíssem da ilha.

Porém, mesmo mais nova, Donatella sempre foi mais destemida que sua irmã, e vê neste convite a oportunidade de ambas estarem livres de seu pai e suas crueldades, uma vez que nunca acreditou que o casamento arranjado de Scarlett fosse a salvação delas e arranja uma maneira de sequestrá-la e levá-la a força para o Caraval, já que sabia que ela nunca teria coragem de pôr seu casamento em risco por acreditar plenamente que isso as salvaria.

Porém, para desespero de Scarlett, quando ela se da conta do que aconteceu e do que sua irmã fez, não tem mais como voltar atrás, pois além de ter sido levada ao Caraval contra a sua vontade, ao chegar lá, percebe que sua irmã havia sumido e não faz ideia do que possa ter acontecido. Diante desta situação, ela só tem uma escolha: encontrar a sua irmã o quanto antes e a tempo de conseguir voltar na data certa para o seu casamento e isso tudo tentando ignorar os mais perversos castigos que seu pai lhes afligiria assim que descobrisse que elas haviam fugido.

Porém, quando finalmente entra no Caraval, percebe que este vai muito além de um jogo inocente cheio de magia que encanta as pessoas. Scarlett se vê diante de situações que jamais poderia ter imaginado e chegava a se questionar se estar na ilha com seu pai perverso não seria melhor do que estar participando daquele jogo que não tinha nada de inocente.

Logo no início da leitura e assim que Scarlett chega a ilha do Caraval, jurava que já sabia o que estava acontecendo e que tudo estava muito óbvio, mas a cada página e a cada capítulo, Stephanie Garber me mostrava que era mestre em enganar seus leitores assim como Lenda era bom em entreter seu visitantes, mesmo que de maneira um tanto insana. E quando eu achava que de novo tinha descoberto o que estava acontecendo, quem era Lenda, do que se tratava o jogo e o que era um jogo e o que não era, mais uma vez a autora me mostrava que eu estava enganada e que nada, absolutamente nada era óbvio. 

A história flui maravilhosamente bem e a cada capítulo você se sente incapaz de largar o livro, pois a maneira como um capítulo termina te deixa tão devastado e com mais uma descoberta bombástica, que é totalmente impossível não continuar a leitura até que ela termine, pois você sente a necessidade de saber o que irá acontecer a seguir. Tanto que foi um dos poucos livros que terminei a leitura em pouquíssimo tempo.

Somente uma coisa me incomodou um pouco e que achei um pouco solto, que foi o fato da Scarlett possuir um certo dom que é o de ver cores associadas as suas emoções, mas isso não é muito bem explicado, pois não sabemos por que ela possui isso e nem se é algo que já nasceu com ela ou se ela desenvolveu ao longo dos anos, mas nada que fizesse toda a história perder o seu brilho e ser absolutamente sensacional.

No início, é possível sentir um pouco de irritação por Scarlett, pois é uma menina meio imatura que se encontra numa das piores situações de sua vida: está numa ilha que sempre quis estar, pois finalmente poderá participar do Caraval, mas não da maneira que sempre desejou, pois foi levada a força por sua irmã que acabou desaparecendo assim que chegou na ilha e ainda por cima, terá que encontrá-la bem e a tempo para o seu casamento. Ela passa um bom tempo se lamentando, mas é totalmente compreensível, pois está numa situação totalmente desfavorável, além de possuir o medo constante que seu pai descubra tudo, as encontre e as castigue da pior maneira possível. 

Fiquei encantada com a facilidade da autora em não deixar nada óbvio nos surpreendendo a cada página e cada vez mais a cada capítulo.

3 comentários

  1. Oi, Laisy!
    Meu coração dá vários pulinhos ao ver todo mundo sendo conquistado por esse livro como eu fui.
    Sobre essa da Scarlett ver cores e tals, eu lembro que o nome disso é sinestesia e geralmente está ligada a algum problema no cérebro...
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do #Sorteio1KSeguidores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É incrível mesmo não é? Também fico feliz em saber que a maioria está gostando bastante <3

      Beijos!

      Excluir
  2. Laisy, fiquei bem surpresa por conhecer um pouco sobre essa história agora.
    Ainda não tinha lido nada sobre ela, e gostei bastante da trama.
    Gosto de livros assim, com uma aventura atrás da outra.Sem que passemos por páginas e mais páginas, só na enrolação.

    Bela dica!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o blog! Pois graças a ele, sabemos o que vem achando dos nossos posts. Se chegou até aqui para comentar, já agradecemos o seu carinho! Ah... E volte sempre! ♥